O que é, como funciona e as vantagens de um Sistema ERP?

Ainda há muita dúvida sobre o que é ERP. A sigla significa “Enterprise Resource Planning” (Planejamento de Recursos Empresariais) e está interligado diretamente aos famosos Sistemas de Gestão. Um ERP é um conjunto de aplicações de um sistema integrado que permite automatizar e gerenciar a maioria das operações de um negócio, como a parte financeira e fiscal.

No Brasil, a sigla ERP é utilizada para identificar
Sistemas de Gestão Empresarial

Isso ocorre pois muitos Sistemas se encaixam no conceito de ERP (como o UpGestão). O conceito não é difícil de entender. Por exemplo, o UpGestão possui mais de uma funcionalidade, como emissão de notas fiscais, boletos, controle de estoque, controle financeiro, conciliação bancária, DRE, entre vários outras funções.

É comum que um Sistema ERP possua as funções de Gestão Financeira, Gestão Fiscal e Processos, Controle de Estoque e Dashboards de resultados empresariais e que elas conversem entre si.  

O conceito é bastante simples de entender, e para melhor aprendizado, utilizaremos o UpGestão como exemplo.

Controle Financeiro do ERP UpGestão

provisionamento de despesas 1 1 2

Provisionamento de despesas

Faça o controle de suas despesas através de um sistema que lhe possibilite lançar notas fiscais de forma rápida e fácil através da importação de XML da nota, busca de notas fiscais pelo CNPJ e controle de despesas através do módulo financeiro.

fluxo

Fluxo de Caixa

Controle o fluxo de caixa de sua empresa através do módulo financeiro, acompanhando as futuras entradas e saídas de dinheiro. Acompanhe as entradas e saídas de caixa com o ERP UpGestão.

conciliacao bancaria 1

Conciliação Bancária

Controle o fluxo de caixa de sua empresa através do módulo financeiro, acompanhando as futuras entradas e saídas de dinheiro. Acompanhe as entradas e saídas de caixa com o ERP UpGestão.

Planos e Preços

Escolha o melhor plano ideal para seu negócio:

Starter: Ideal para empresas do Simples Nacional (ME, EPP, MEI)
Corporate: Para empresas maiores do Débito e Crédito (Lucro Real, Lucro Presumido)
Personal: Controles pessoais, profissionais autônomos, MEI, Produtores Rurais ou Gestão Familiar

A consultoria dedicada é devidamente ajustada às necessidades de sua empresa

O que é um ERP e quais são as suas principais características

Um ERP é um Sistema de Gestão Empresarial que possui mais de uma função. Seu objetivo principal é facilitar a Gestão de uma empresa.

Esse sistema de gestão integrado ajuda nos processos internos de forma automatizada, acelerando as operações manuais e utilizando processos de softwares, garantindo mais segurança de dados.

Podemos dizer então que o ERP funciona como um sistema que armazena dados e os transforma em informações que auxiliam nas tomadas de decisões dos gestores.

Ele também disponibiliza a segurança de documentos importantes, como notas fiscais, garantindo maior integridade das informações e uma boa gestão fiscal do negócio.

As funções de cada ERP, no entanto, variam por conta de que cada ferramenta é diferente.

Principais Funcionalidades do Sistema UpGestão

Dessa forma, o ERP UpGestão garante que todas as informações de entrada e saída, assim como as notas fiscais de produtos, serviços, orçamentos, contratos, boletos e cupons fiscais sejam emitidos e armazenados dentro do sistema.

Com isto, o sistema gera relatórios gráficos além de diversos relatórios financeiros e fiscais (como SPED e Sintegra), facilitando a análise de dados e auxiliando a gestão fiscal.

De forma rápida, ocorre o acesso às informações necessárias, otimizando o tempo gasto na busca por informações ou no controle de informações.

De acordo com o autor, para ser um bom gestor é essencial utilizar os instrumentos de apoio como a tecnologia de informação como STAFF, para que um empreendedor consiga dar conta de tanta demanda que vem sobre ele.

Ter bons sistemas de gestão não é mais questão de ter um diferencial. É obrigação de qualquer empresa que quer estar no mercado e continuar a ser um “player”.

Em sua visão, as empresas possuem uma grande quantidade de dados, processos e comunicação necessária para efetivar uma transação comercial.

E isso torna impossível qualquer organização a fazer com o sucesso desejado sem o apoio adequado de um sistema de informação que tenha efetividade é um grande nível de acurácia.

Neste sentido, podemos ver que um empresário deve sempre procurar se atualizar para que sua empresa consiga atingir o resultado esperado.

Em alguns casos, o empresário, apesar de ver com seus próprios olhos, pode não acreditar que o avanço da tecnologia e dos ERPs garantem maiores resultados.

E desta forma, conduzem sua empresa como se fazia anos atrás, ficando atrás dos concorrentes.

Controle de Estoque do ERP UpGestão

importacao por nota de entrada 1

Importação por Nota de Entrada

Adicione estoque de seus produtos de forma mais rápida através da importação de XML das notas fiscais.

Automatize o controle de entrada de estoque e tenha relatórios de entrada e saída de estoque.

baixa de estoque automatica 1

Baixa de Estoque Automática

Emita Notas Fiscais e Cupons através do sistema e dê baixa automática na saída de cada produto através da emissão desses documentos.

Emita relatórios de entrada e saída de estoque para a conferência anual 

controle de quantidade 1

Controle de Quantidade

Automatize a entrada e saída de estoque através da importação do XML da nota e emissão do Cupom ou NF-e. 

Controle suas vendas com alertas na quantidade baixa de seus produtos, garantindo que nunca fique sem os produtos que possuem mais vazão.

De acordo com o autor, o ERP é um pacote comercial de Software. E nesse pacote, existem diversas funções que auxiliam na gestão de uma empresa.

A empresa que produz esse software faz uma análise de mercado e adequa seu sistema de acordo com as funcionalidades exigidas no mercado.

Em alguns casos, a empresa do software possibilita customizações de acordo com a demanda da empresa contratante, cobrando assim um valor de acordo com o pedido.

Outra definição bastante utilizada conceitua o ERP como um pacote comercial de software que tem como objetivo organizar, padronizar e integrar informações transacionais.

Esses sistemas integrados permitem acesso a informações confiáveis e em tempo real por se tratar de informações fornecidas pela própria empresa contratante.

Eles também garantem a integridade e proteção dos dados de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados.

Geralmente, esses ERPs possuem algumas características em comuns. São elas:

Essa são as características que definem um ERP de acordo com o autor Cícero Caiçara Junior.

Sistema ERP e a LGPD

Sancionada em agosto de 2018 a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) ou Lei 13.709, tem como objetivo o tratamento de dados pessoais recebidos por empresas públicas e privadas de forma transparente.

Ou seja, a lei tem como objetivo a proteção de dados pessoais, usando como fundamentos:

Em relação aos ERPs, eles devem garantir o sigilo e proteção de dados fornecidos por seus clientes. Essas informações podem variar de acordo com cada segmento.

Características de um ERP

História do ERP

  • Muitos livros dizem que os sistemas ERPs começaram a serem utilizados no início da década de 90.
  • No Brasil, essa utilização começou em 1997 e 1998, sendo que eram caros e assim eram utilizados apenas por grandes corporações.
  • Antes dos ERPs, existiam os MRPs (Material Requirement Planning). Sua principal função era calcular atividades que envolviam o planejamento de recursos de manufatura e se estendendo por todo o processo de produção.
  • O conceito original de ERP, no entanto, surgiu em 1972 na Alemanha com a fundação da empresa SAP.
  • Seu propósito inicial era a criação de uma solução única totalmente integrada, capaz de automatizar todos os processos inerentes a uma empresa.
  • Em 1990 eles lançaram seu primeiro produto, chamando a atenção de muitas empresas. E nesse momento, a utilização dos sistemas ERPs aumentou consideravelmente.
  • Isso ocorreu principalmente na virada do século por conta do “Bug do milênio”.
  • Após esse acontecimento, muitas empresas abandonaram seus sistemas legados por conta de que não estavam adaptados à nova era.
  • O ERP nesse momento soluciona dois problemas. O bug do milênio e a integração de funções.
  • Pouco tempo depois, surgiu o ERP 2 que tinha por base a ênfase nas colaborações comerciais que a internet disponibiliza para conectar sistemas de duas ou mais empresas.
  • Neste momento, o objetivo passou a ser a migração da interface para a web através da utilização de um navegador.
  • Isso abriria a possibilidade de conexão remota, vindo futuramente a substituir os sistemas desktop (que ainda existem).
  • Quanto mais tempo se passava, mais os ERPs evoluíam, controlando atividades internas que eram vitais para o funcionamento de uma empresa.
  • No momento em que surgem atividades que necessitam da interação com partes externas à empresa, como por exemplo fornecedores e clientes, também surge o termo CRM.
  • CRM ou Customer Relationship Management é um Sistema que gerencia a relação com o cliente, visando a satisfação a partir da automatização e organização dos processos.
  • Ele ajuda a reduzir os custos e aumentar os lucros do negócio.
  • Esse conceito pode confundir e gerar dúvidas sobre a diferença do ERP com o CRM. Por isso, vamos tratar essa diferença logo abaixo.

Diferença entre ERP e CRM

Antes de tudo, devemos entender que CRM e ERP são diferentes. 

Enquanto o CRM cuida dos processos comerciais visando o relacionamento com os clientes, o ERP foca na otimização dos processos operacionais da empresa, objetivando melhorias de eficiência, produtividade e redução de custos.

Pontuamos os objetivos de cada um.

ERP

CRM

 

Então podemos deduzir que enquanto o CRM procura ajudar na melhoria de resultados externos (como vendas) o ERP visa a melhoria dos processos internos da empresa.

Realmente podemos notar uma grande diferença. No entanto, ainda precisamos entender as principais características e vantagens de um sistema ERP.

Principais características e vantagens de um ERP 

Como já vimos anteriormente, o maior objetivo do ERP é a integração dos dados da organização e a disponibilização em tempo real destes dados.

Para isso, a arquitetura utilizada dentro de um sistema deve seguir o modelo cliente/servidor, sendo composto pelas camadas de apresentação, aplicação e base de dados.

Arquitetura Básica

Essa são as características que definem a arquitetura básica de um ERP.

Segmentos do ERP UpGestão

Icones segmentos

Vantagens de se ter um Sistema de Gestão Empresarial

Utilizando o UpGestão como exemplo, podemos destacar diversas vantagens em se ter um ERP.

Entre elas, temos:

  • Evita a redundância de informações: diminui a quantidade de informações repetidas que foram armazenadas dentro do sistema.
  • Possibilita maior integridade de informações: garante que informações não sejam adicionadas com erros, retornando a mensagem adequada para a situação e evitando futuros problemas no sistema.
  • Aumenta a segurança sobre os processos de negócio: protege as informações de usuários que não possuem acesso a base de dados de uma empresa, garantindo uma maior segurança de dados empresariais.
  • Permite a rastreabilidade de transações: caso ocorra um erro de auditoria, é possível consultar o arquivo log e verificar o histórico de modificações que ocasionaram aquele erro.
  • Pode ser implantado por módulos: aumenta o ciclo de vida do sistema, garantindo sua evolução e produção de novas funções.
  • Padronização do sistema: quando um sistema ERP possui interfaces diferentes em cada funcionalidade, acaba gerando complicações em treinamentos para a empresa.

Essas e muitas outras vantagens tornam a gestão empresarial bastante fácil e eficiente.

Vantagens do Sistema UpGestão

As possibilidades são gigantes se avaliarmos o sistema UpGestão. As vantagens variam de acordo com a necessidade de sua empresa.

Tudo dependerá se sua dor está relacionada a gestão empresarial, financeira, controle de estoque e gestão fiscal.

Vamos assistir o vídeo abaixo juntos? Logo depois, discutiremos as principais vantagens.

cropped logo upgestao favico 512x512 1
Reproduzir vídeo sobre Sistema de Gestão Empresarial Online

Agora, observemos de forma mais detalhada cada área do Sistema UpGestão.

Gestão Empresarial

  • Como sabemos, a gestão empresarial é tratada por um gestor que trabalha exclusivamente em ambientes corporativos.
  • Sua função é otimizar os processos e agir como um líder de equipe, organizando e delegando tarefas, auxiliando equipes, organizando objetivos e metas.
  • Então quando falamos de gestão empresarial, nos referimos a gestão de todos os departamentos da empresa.
  • Nesse sentido, seria a gestão de todos os departamentos para que seja gerado um plano de tomadas de decisões visando a melhoria dos processos de cada área.
  • Plano formado através da análise de dados de cada departamento, com o intuito de gerar uma estratégia que alcance melhores resultados.
  • O sistema UpGestão também disponibiliza ferramentas que auxiliam na gestão de sua empresa. 
  • É possível tomar decisões mais inteligentes, com dados precisos, completos e em tempo real com um sistema de gestão empresarial intuitivo. 
  • Além de ser possível acompanhar de perto as vendas, compras, devoluções e a evolução dos clientes de sua empresa.
  • O UpGestão oferece um dashboard inicial que apresenta informações de forma rápida, acelerando o processo de busca por dados.
  • O ERP nesse momento soluciona dois problemas. O bug do milênio e a integração de funções.
  • Pouco tempo depois, surgiu o ERP 2 que tinha por base a ênfase nas colaborações comerciais que a internet disponibiliza para conectar sistemas de duas ou mais empresas.
  • Neste momento, o objetivo passou a ser a migração da interface para a web através da utilização de um navegador.
  • Isso abriria a possibilidade de conexão remota, vindo futuramente a substituir os sistemas desktop (que ainda existem).
  • Quanto mais tempo se passava, mais os ERPs evoluíam, controlando atividades internas que eram vitais para o funcionamento de uma empresa.
  • No momento em que surgem atividades que necessitam da interação com partes externas à empresa, como por exemplo fornecedores e clientes, também surge o termo CRM.
  • CRM ou Customer Relationship Management é um Sistema que gerencia a relação com o cliente, visando a satisfação a partir da automatização e organização dos processos.
  • Ele ajuda a reduzir os custos e aumentar os lucros do negócio.
  • Esse conceito pode confundir e gerar dúvidas sobre a diferença do ERP com o CRM. Por isso, vamos tratar essa diferença logo abaixo.

Gestão de Estoque

Falando em relatórios, todos sabemos o quanto o controle de estoque pode ser complicado de acordo com a movimentação dentro do sistema.

Por isso, o UpGestão consegue importar através de notas de compras os produtos e sua quantidade, conferindo antes ao usuário se as informações estão corretas.

Manter o giro de mercadorias e de insumos é essencial para a vida de grandes e pequenas empresas. 

Como sabemos, o estoque cheio é sinal de dinheiro parado. No entanto, estoques insuficientes são prejudiciais para o andamento do negócio.

Nesse caso, é possível manter um controle de entrada de estoque dentro do sistema através da importação das notas de compra.

 

 

Também em caso de um cliente vindo de outro sistema, é possível fazer a importação de produtos, serviços e estoque de acordo com a lei.

Imagina que sua empresa está migrando para o UpGestão, e vocês possuem cerca de 100 tipos de produtos. Daria muito trabalho para cadastrar um por um, né?

Com a funcionalidade de migração, basta deixar no formato permitido e apertar a opção de importar para que seus produtos caiam dentro do sistema.

Sobre a importação do estoque, também é possível. No entanto, é necessário da ajuda de um especialista do sistema para que haja a migração dentro da lei.

Em relação ao controle de saída de estoque, cada vez que é emitido uma nota fiscal, o sistema desconta a quantidade de cada produto dentro do estoque.

Caso a nota seja cancelada, a quantidade de cada produto que se encontrava na nota fiscal retorna para o estoque, garantindo um controle de estoque eficiente.

Para novos produtos, é possível cadastrar através da nota de compra (como dissemos anteriormente) ou de forma manual.

 

Como o sistema segue um padrão, cadastrar tanto produtos quanto serviços não geram tanto trabalho.

Vale ressaltar que a contagem de estoque quando feita de forma errada, pode gerar problemas e multas para a empresa.

Direto, vemos empresas que quase vão à falência por conta de um mal controle de estoque ou até mesmo por não fazerem controle.

Os problemas podem variar, mas não é errado dizer que esses problemas poderiam levar empresas a fecharem as portas. Dentre eles, temos:

– Problemas com furtos de mercadorias devido à falta de controle.

– Perda de estoque devido ao grande número de produtos.

– Falta de estoque que gera a perda de vendas por falta de produtos.

– Problemas fiscais e multas condicionadas por declarações erradas de estoque.

Como podemos ver, a falta de um bom controle de estoque pode ocasionar problemas fiscais. Mas existem outros problemas fiscais que podem acompanhar a gestão fiscal.

Gestão Fiscal

  • Simplificar e agilizar os processos de entrega das principais obrigações fiscais de sua empresa, pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso. 
  • Desta forma você garante total tranquilidade entre sua empresa e o fisco uma vez que todos os documentos estão em dia e guardados dentro de um sistema.
  • Para isto, no entanto, deve ser possível emitir e importar notas, além de permitir a entrega de Sintegra, SPED Fiscal, XML das notas emitidas e inventário anual.
  • Caso sua empresa tenha estas obrigações e o sistema não esteja adequado para fazer este tipo de entrega, então as chances de ter problemas com o fisco aumentam muito.
  • Cada dia que passa, a tecnologia aumenta. E com isto, há mudanças significativas também tanto nos sistemas quanto na documentação exigida.
  • Podemos ter um exemplo claro na obrigatoriedade da NFC-e em substituição ao PAF-ECF.
  • A NFC-e já é mais adequada de acordo com as tecnologias, fazendo com que os processos se adequem ao mundo online, garantindo por assim dizer, melhor controle para o fisco.
  • No entanto, mudanças nesse sentido também são boas para as empresas, visto que a diminuição de documentos e obrigações diminui, tornando os processos mais rápidos.
  • Podemos esperar que cada vez mais teremos menos processos e que eles sejam cada vez mais on-line. Por isso, nesse aspecto, um ERP se torna uma importante ferramenta fiscal.
  • No nosso sistema de exemplo, os processos fiscais já estão de acordo com as necessidades fiscais de cada empresa.
  • Com processos rápidos garantidos pela padronização do sistema, não há diferenças gráficas entre a tela de emissão de NF-e e NFS-e, a não ser por conta de informações necessárias.
  • Como podemos ver nas imagens, a interface da tela de notas de compras e de orçamentos não muda quase nada.
  • Além disso, o sistema possui um material bastante completo, além de um canal com especialistas que estão ali para sanar suas dúvidas.
  • Dentro do sistema, é possível emitir NF-e, NFS-e, NFC-e, orçamentos, boletos, relatórios diversos e documentos fiscais (SPED e Sintegra).
  • Caso seja necessário, existe o aplicativo de ponto de venda. Ele tem como função fazer pedidos e orçamentos para os clientes através do celular ou tablet. 
  • É uma ferramenta bastante útil para vendedores ambulantes.
  • No entanto, nada disso seria possível se os outros setores, principalmente o setor financeiro, não fizessem seus processos corretamente.
  • Já pensou se a cada venda gerada, a emissão de nota fiscal não ocorresse? Ou então não haveria marcação de entrada e saída de despesas? Isso poderia gerar caos empresarial.
  • Por isso, também é importante entendermos o papel da gestão financeira dentro de um sistema ERP.

Experimente Grátis

Dê um Up na Gestão da sua empresa e faça o seu negócio dar um salto de performance!

Queremos conhecer a sua empresa e o que o UpGestão pode fazer por ela.

Marque uma reunião sem compromisso pelo telefone/whatsapp:

Gestão Financeira

Ganhar tempo com um gerenciador financeiro eficiente é um dos objetivos de quem tem um ERP. Mas nem todos os sistemas disponibilizam boas ferramentas de gestão financeira.

Para que seus clientes atinjam um excelente nível de eficiência, o UpGestão, disponibiliza excelentes ferramentas de entrada e saída de caixa, conciliação bancária e extrato.

Através do fluxo de caixa, é possível obter uma visão sobre o momento financeiro da empresa.

Isso permite projeções sobre os possíveis cenários entre receitas e despesas da empresa.

Com a conciliação bancária, é possível importar para dentro do sistema as transações de uma conta e conciliar com as entradas e saídas do sistema.

Se você ainda não entendeu a importância dessas funcionalidades ou porque sua empresa deve contratar o UpGestão, te darei mais motivos.

Muitas pessoas ainda gostam de fazer o controle através de uma planilha do Excel. Se você é um deles, não tem problema.

O problema é confiar apenas nessa planilha. No Up, é possível exportar planilhas de Excel para fazer a conferência.

A diferença vem da quantidade de esforço utilizado para manter a planilha de forma manual atualizada em relação às planilhas geradas pelo próprio sistema.

Imagine que o tempo que gasta alimentando e conferindo se estas informações estão corretas, você poderia utilizá-las na parte estratégica.

Ou seja, poderia estar utilizando o tempo para entender quais são seus produtos que mais vendem, quais não dão resultados, que processos poderiam melhorar. 

Enfim, acho que você já entendeu aonde eu quero chegar.

De toda forma, a gestão financeira em relação a empresa é um assunto de extrema importância que deve ser levado a sério.

Nesse sentido, podemos nos aprofundar mais um pouco e procurar entender um pouco mais do assunto no âmbito geral.

Se pegarmos o conceito do livro “Contabilidade e Gestão Financeira” de Wellington Lopes, veremos que o papel do administrador financeiro é de extrema importância.

Cabe a ele envolver-se nas atividades de planejamento, elaboração de orçamentos, tomadas de decisões de investimentos e financiamentos, gestão de caixa e avaliação de riscos de crédito.

O autor afirma que a boa gestão financeira implica a sincronização destas ações de modo a convergir para o principal objetivo que é a maximização de lucros.

Ou seja, para um gestor financeiro, contar com a ajuda de tecnologia para otimizar os processos e processar dados, significa ter mais tempo para pensar em formas de obter mais lucros para a empresa.

Independente se o gestor for o dono ou outra pessoa, garantir que sua atenção está voltada para o setor estratégico da empresa, muitas das vezes é mais lucrativo que se ele estivesse no setor de operações.

Nesse aspecto, podemos dizer que para um gestor financeiro, tempo é igual a dinheiro. Confira o sistema UpGestão e veja o quanto sua gestão pode ser mais eficiente.

Loja Integrada

É bastante comum que os sistemas possuam integração com E-commerces ou suas próprias lojas virtuais.

Para os usuários de uma loja, é mais viável ter um sistema que possui integração própria do que integração com terceiros. 

Você deve estar se perguntando o motivo. E a resposta é bem simples! Otimização de trabalho. 

Um sistema interligado a uma loja, geralmente possui estoque integrado, onde quando há uma venda na loja, desconta automaticamente no sistema.

Além disso, poupa o esforço de ter que cadastrar duas vezes os produtos ou serviços.

Geralmente, fica mais rápida a geração de notas fiscais e o sistema de cobrança também fica mais fácil de ser controlado.

Ou seja. É mais fácil acompanhar as entradas e saídas ocasionadas pela loja virtual.

Muitos sistemas, como o UpGestão, possuem templates que facilitam a configuração da loja, além da manutenção de produtos ou serviços.

Geralmente possuem a opção de gateways de pagamentos padrões assim como boletos.

A integração com o correio também acontece de forma rápida e sem gerar grandes problemas, sendo possível configurar os valores dos fretes de cada produto.

Para comerciantes que foram e ainda estão sendo afetados pela pandemia, adquirir uma loja virtual pode acarretar mais lucro para sua empresa.

Seus produtos e sua empresa podem começar a ter mais visibilidade, além de ser possível expandir suas vendas para redes sociais como o Facebook e Instagram.

Nesse caso, é necessário que o marketing da sua empresa esteja bem estruturado. 

Caso não tenha um especialista, é bom procurar pessoas que entendam um pouco do assunto para lhe auxiliar, pois fazer sua loja obter sucesso é mais do que simplesmente criá-la.

Processos como gestão de tráfego pago são uma boa saída inicialmente para conseguir possíveis clientes (apelidados de Leads) de forma mais rápida.

Ou se não possui dinheiro para investir, a divulgação orgânica, assim como a movimentação de suas redes sociais pode também trazer um resultado considerável.

Em todo caso, antes de pular de cabeça e construir sua loja virtual, procure entender melhor sobre o assunto e quais são as principais dificuldades enfrentadas neste caminho.

Bom, acho que já falamos demais desse assunto. Que tal agora trazermos valores de mercado que mostram o quanto um ERP pode ser um diferencial de sua empresa?

Estatísticas do Mercado

A pesquisa foi realizada pelo Portal ERP, entre os meses de novembro de 2019 e março de 2020. Ela contou com a participação de 3.402 respondentes válidos de 3.051 empresas.

Essa pesquisa tem como principal objetivo o levantamento de dados referentes ao comportamento do mercado e ERP no Brasil.

As perguntas são relacionadas ao perfil, porte e segmento de atuação de usuários e empresas.

Elas também contam com aspectos relacionados ao nível de satisfação dos usuários e as tendências tecnológicas do mercado.

grafico

Observando o gráfico acima, podemos dividir em duas partes. A primeira, sobre o nível de satisfação. E a segunda, sobre os aspectos.

Sobre o nível de satisfação, 51,98% das pessoas entrevistadas estão totalmente satisfeitas com o uso de seus ERPs.

40,48%, no entanto, estão parcialmente satisfeitas. O que sobra apenas cerca de 7,54% de insatisfação dentre os 3.402 respondentes válidos de 3.051 empresas.

Se observarmos bem, a margem de insatisfação é mínima. 

Além disso, podemos ver que os principais aspectos que geram essa satisfação são a falta de problemas e a usabilidade dos sistemas serem amigáveis.

Lembra dos aspectos de padronização e melhor usabilidade? Pois é, realmente fazem a diferença no mercado.

Com relação aos investimentos no uso dos ERPs, nós temos os seguintes dados:

  • 14.06% pretendem investir em treinamento da equipe para potencializar o uso do software nos próximos 12 meses.
  • 17.73% têm como foco principal a extração e análise de dados.
  • 15,8% têm como objetivo indicadores estratégicos (como Dashboards e Balanced Scorecards).

Nesse sentido, podemos observar que investir no treinamento da equipe para operar o ERP, assim como extrair e analisar dados, além de Dashboards são os principais focos para quem busca um sistema de gestão empresarial.

Outra informação importante vem de uma pesquisa de 07 de agosto de 2020, do Globe Newswire.

Eles estimam que o mercado global de ERP em nuvem deve crescer de U$45,3 bilhões em 2020 para U$101,1 bilhões em 2025.

Isso se deve ao aumento da adoção das soluções em nuvem que impulsionam o mercado ERP em nuvem.

Dentre esses fatores, são apresentados:

  • A crescente demanda entre as empresas para melhorar a eficiência operacional e agilizar os processos de negócios. 
  • O impacto da pandemia de COVID-19  
  • O aumento da adoção de soluções baseadas em nuvem.

Esses dados nos mostram que a aceitação dos ERPs pelas empresas tem sido cada vez maiores, além de agilizar os processos empresariais.

A conclusão que podemos chegar baseado em todas as informações apresentadas até agora é que um ERP é uma importante ferramenta para a gestão de sua empresa.

Se ainda não acredita nos fatos, então que tal analisarmos uma pesquisa feita pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)?

O objetivo desta pesquisa inicialmente era analisar fatores e condições que influenciam a aceitação de um sistema integrado de gestão (ERP) no departamento de contabilidade de uma empresa pública.

Ele foi feito de acordo com os fundamentos que classificam um sistema de gestão integrado e outras teorias que validam a aceitação desse conceito.

Foi utilizado para coleta de dados, entrevistas semi estruturadas, observações e análises de documentos.

No entanto, o resultado obtido nos mostra que na maioria das vezes, as expectativas dos usuários estão acima do que deveria ser esperado, e por isso se frustram, causando uma má experiência inicial com o uso daquele software contratado.

Além disso, mostra que o profissional deve estar preparado para se adequar a tais tecnologias que auxiliam na gestão e adoção de soluções que melhorem o desempenho organizacional.

As respostas foram analisadas sob a visão de confiabilidade das informações, utilidade do sistema, agilidade na realização de tarefas e melhoria geral no trabalho.

Confiabilidade das Informações

Notou-se que algumas das pessoas entrevistadas tinham como expectativa que a confiabilidade das informações pudesse aumentar a parametrização do sistema e integração com as demais áreas da empresa.

Já outros demonstraram insegurança no sistema, baseados no medo de que, de alguma forma, essas informações se perdessem ao longo do tempo.

Mas a pesquisa também nos traz alguns pontos positivos apresentados pelos entrevistados.

Dentre eles temos a parametrização do acesso através de cada usuário, mapeamento do histórico de transações e a possibilidade de identificação de qual usuário fez qual mudança.

Utilidade do Sistema

A pesquisa mostrou nesse aspecto que havia a expectativa de que o ERP eliminasse a necessidade de ferramentas paralelas ao sistema, como excel, e que permitisse que o departamento contábil ficasse apenas com a conciliação e análise dos dados.

No caso do UpGestão, o uso do Excel é possível através da exportação de dados caso o usuário veja a necessidade de fazer um controle paralelo. 

Em relação às configurações de cada área, o sistema oferece um controle ao usuário principal para que ele consiga configurar o acesso de cada usuário. 

Também disponibiliza um usuário para o departamento contábil, caso haja necessidade.

Em todo caso, a pesquisa mostra que nem todos os sistemas estão capacitados ainda para atender perfeitamente essas necessidades.

Agilidade na Realização das Tarefas

Era esperado que por conta de layouts complexos a agilidade prometida seria prejudicada. E isso foi mostrado por muitos ERPs durante a pesquisa.

No entanto, a resistência de funcionários também auxiliou na diminuição da agilidade na realização de tarefas. 

Isso nos mostra por que as empresas estão cada vez mais investindo em treinamentos de suas equipes para o uso desses sistemas.

Outra questão que foi notada durante a análise, é que quando há uma implantação parcial do sistema, ou seja, implanta o sistema por partes, afeta a agilidade. 

Isso ocorre, pois, as pessoas não integram 100% aqueles novos processos em sua rotina, causando mais desconforto e aversão ao uso do sistema.

Como ponto positivo, percebeu-se que funções como armazenamento de documentos agilizam bastante o processo dos departamentos de contabilidade. 

Essa agilização ocorreu por conta de que o departamento de contabilidade poupou tempo procurando arquivos físicos.

Imagine só, você em suas rotinas do dia a dia tendo que procurar uma nota fiscal no meio de vários arquivos organizados em diversas prateleiras. 

Pois é, um processo bem lento enquanto dentro do sistema você consegue acessar os documentos por clientes ou histórico de notas emitidas. 

Ou então, utilizando o famoso filtro, classificando por nome, data de emissão, cliente… Ínfimas possibilidades, não é mesmo?

Melhoria Geral no Trabalho

Uma das principais expectativas era a melhoria de processos gerais da empresa, como a maior conexão entre departamentos e melhor qualidade de trabalho.

Também era esperado a redução do trabalho braçal e evolução no trabalho da contabilidade. 

O que não era esperado, é que fosse necessário um treinamento para a adequação desse novo tipo de sistema.

No entanto, treinamento é necessário para que os processos sejam cumpridos da melhor forma. 

Isso não quer dizer necessariamente que um ERP é complicado demais de se manusear.

Durante a observação, foram percebidas melhorias significativas, como o fácil acesso aos documentos digitalizados, o acesso ao histórico de alterações de usuários, a restrição de acesso dos usuários e as ferramentas de controle de pagamento de clientes e fornecedores.

Claro, desde que essa entrevista foi feita, muitos aspectos mudaram. O que não mudou foram os conceitos e a progressão quanto ao uso do ERP.

Então podemos dizer se o uso do ERP é viável ou não?

Vale a pena utilizar um ERP?

Se depois de tudo que foi mostrado você ainda não estiver convencido, que tal fazer um teste gratuito do nosso sistema?

Basta se cadastrar utilizando seu nome, e-mail e um número de telefone válido e pronto! 

Em poucos minutos você terá um sistema configurado de acordo com as informações que deseja testar, além de ter acesso ao material e suporte necessário para tirar qualquer dúvida.

Avaliações dos clientes UpGestão

Integração abrangente de processos, interface amigável e flexibilidade personalizável. Sua capacidade de unificar departamentos e se adaptar às necessidades empresariais o torna uma solução eficiente e operacional. O treinamento com o Nilo se destaca pela abordagem didática e eficiente, capacitando os usuários a dominarem a plataforma com facilidade, otimizando assim a utilização completa do ERP
Arlindo Lima
Arlindo Lima
22/08/2023
Sistema eficiente, ajuda muito na organização da empresa!
STEEL HORIZON SERVIÇOS IND LTDA
STEEL HORIZON SERVIÇOS IND LTDA
09/08/2023
Sistema excelente, intuitivo e de fácil uso, completo. Isabela, Nilo e toda a equipe que aqui não consigo nomear a todos e tbm não conheço a todos, porém sabemos que a uma equipe que por trás faz todo desenvolvimento e assessoria. Parabéns desde o comercial, passando pelo treinamento, atendimento e desenvolvimento. Continuem assim. Muito Obrigado por essa parceria.
livia pires
livia pires
08/08/2023
Otimo sistema gerencial! Com ele, o controle gerencial da nossa empresa, facilita demais! Super recomendamos!
Florestal Madeiras Nobres
Florestal Madeiras Nobres
07/08/2023
otimo sistema
hidroex pocos
hidroex pocos
07/08/2023
Excelente experiência, durante todo o treinamento fomos bem atendidos e as dúvidas sanadas na medida que íamos adaptando com o sistema , que inclusive tem sido bem útil até o momento !! A paciência e profissionalismo podem ser destacadas no implantador Nilo .. Nós deixaram com uma ótima impressão e satisfeitos até então. ??????
Brinaa Marques
Brinaa Marques
02/08/2023
Excelente processo de implantação.
ELETROIND ENGENHARIA LTDA
ELETROIND ENGENHARIA LTDA
31/07/2023
excelente assistência
Wanessa R
Wanessa R
28/07/2023
Falo em nome da RPM Engenharia. Muito bom atendimento. Prático, rápido e eficaz!
Hércules Carvalho Barbosa
Hércules Carvalho Barbosa
24/07/2023
Ao iniciarmos as tratativas comerciais, fomos prontamente atendidos de forma muito satisfatória. Durante a implantação do sistema, a equipe demonstrou uma eficiência excepcional, sempre disposta a ajudar. Gostaríamos de destacar a prestatividade e competência do Sr. Nilo, que nos proporcionou um atendimento impecável. Foi realmente uma boa escolha contar com eles. Cesar Barbosa Engenheiro da Geokop Engenharia e Projetos
Geokop Engenharia
Geokop Engenharia
18/07/2023

Cadastre-se agora

Comece agora!

Teste o UpGestão gratuitamente

Solicite seu teste agora mesmo! Não é preciso informar cartão de crédito.

Sua empresa precisa e merece o melhor sistema de gestão empresarial que seja simples de usar e que, por causa disso, simplifique todas as rotinas das suas equipes.

Nossa missão com o UpGestão é permitir que as decisões estratégicas e operacionais sejam rápidas e eficientes, baseadas em dados seguros e submetidos a controles em alto nível.